28 de Agosto de 2006

paciencia.gif

 

Para_estar.jpg

 

 verdaus.gif

 

 artista.gif

 

 obrigadaaaaaa.gif

 

 felizx1.gif

 

amigocomoeu.jpg

 

amizade(2).jpg

 

amizade1(2).jpg

 

amizade2(2).jpg 

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 20:09 link do post
22 de Agosto de 2006

Visitem o blog Mundo dos Sonhos, encontrarão poemas muito belos. Deixo-vos este que um amigo me enviou:

Vento na face como que uma bênção
Que limpa sonhos jamais sonhados
Contradições, enganos e perdições
Corpos separados mas jamais amados
...
É como lendas em mentes já esquecidas
Gritos ao som de um eco inauditivel
Quem já não sentiu murmúrios perdidos
E sentimentos que se tornam inconfundíveis
...
Ouves-me ou são apenas lábios a mexer
Sabes porque grito, ou não?
Não entendes nada pois não
Não entendes os gritos de uma antiga paixão!
...
Calo-me, torno-me apenas mais uma na canção
Mostro sorrisos escondendo o coração
Tenho de sufocar tudo cá dentro
Pois ninguém ouve a dor de uma paixão!
...
Gritei, chorei e morri por dentro
Esqueci-me para não mais encontrar
Peço não procures, deixa-me no meu caixão
Não quero de novo amar!


Fonte:
Mundo dos Sonhos - Vento na Face

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 00:45 link do post
22 de Agosto de 2006

Trabalho.jpg

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 00:34 link do post
22 de Agosto de 2006

Ouve estes versos que te dou, eu
os fiz hoje que sinto o coração contente
enquanto teu amor for meu somente,
eu farei versos...e serei feliz...

E hei de fazê-los pela vida afora,
versos de sonho e de amor, e hei  depois
relembrar o passado de nós dois...
esse passado que começa agora...

Estes versos repletos de ternura são
versos meus, mas que são teus, também...
Sozinha, hás de escutá-los sem ninguém que
possa perturbar vossa ventura...

Quando o tempo branquear os teus cabelos
hás de um dia mais tarde, revivê-los nas
lembranças que a vida não desfez...

E ao lê-los...com saudade em tua dor...
hás de rever, chorando, o nosso amor,
hás de lembrar, também, de quem os fez...

Se nesse tempo eu já tiver partido e
outros versos quiseres, teu pedido deixa
ao lado da cruz para onde eu vou...

Quando lá novamente, então tu fores,
pode colher do chão todas as flores, pois
são os versos de amor que ainda te dou.

Fonte: releituras.com

 

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 00:21 link do post
22 de Agosto de 2006

amar.gif

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 00:10 link do post
15 de Agosto de 2006

Eles são duas crianças a viver esperanças, a saber sorrir
Ela tem cabelos louros, ele tem tesouros para repartir
Numa outra brincadeira passam mesmo à beira sempre sem falar. 
Uns olhares envergonhados  e são namorados sem ninguém pensar.
 
Foram juntos outro dia, como por magia, no autocarro, em pé.
ele lá lhe disse, a medo: "O meu nome é Pedro e o teu qual é?"
Ela corou um pouquinho e respondeu baixinho: "Sou a cinderela".
Quando a noite o envolveu ele adormeceu e sonhou com ela...
 
Então
Bate, bate coração Louco, louco de ilusão 
A idade assim não tem valor. 

Crescer
vai dar tempo p'ra aprender, Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

 
Cinderela das histórias a avivar memórias, a deixar mistério
Já o fez andar na lua, no meio da rua e a chover a sério.
Ela, quando lá o viu, encharcado e frio, quase o abraçou.
Com a cara assim molhada ninguém deu por nada, ele até chorou...

Então
Bate, bate coração Louco, louco de ilusão 
A idade assim não tem valor. 
Crescer
vai dar tempo p'ra aprender, Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

E agora, nos recreios, dão os seus passeios, fazem muitos planos.
E dividem a merenda, tal como uma prenda que se dá nos anos.
E, num desses momentos, houve sentimentos a falar por si.
Ele pegou na mão dela: "Sabes Cinderela, eu gosto de ti...

Então
Bate, bate coração Louco, louco de ilusão 
A idade assim não tem valor. 
Crescer
vai dar tempo p'ra aprender, Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 21:57 link do post
07 de Agosto de 2006

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 22:52 link do post
03 de Agosto de 2006

Os Pólen actuam amanhã, dia 04-08-2006,
no
Mosteiro de Grijó (em V. N. Gaia) pelas 22h00


polengrupo.jpg 

Os Pólen nasceram há 5 anos, fruto de uma lei emocional e não de mercado.
Aliando uma sonoridade tradicional ao pop e jazz, esta banda é composta pela violoncelista Fátima Neto, o pianista Paulo Freitas, o contrabaixista Rui Leite,
o percussionista Armando Cunha e o vocalista Hélder Reis.
Todos os seus temas são originais e cantados em Português
e os arranjos são da autoria da banda;
pretendendo desafiar os sentidos para as coisas da vida,
utiliza a quase obscena intensidade do acústico.
A força do acústico, a revolução da palavra e a verdade da música: PÓLEN


Clica no CD para ouvires a música RAZÃO NATURAL

 polencd.gif 


Fonte: PÓLEN

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 15:59 link do post
02 de Agosto de 2006

feriassapinho.gif

publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 23:47 link do post
02 de Agosto de 2006

Não importa onde você parou... em que momento da vida você cansou... o que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar". Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... é renovar as esperanças na vida e o mais importante... acreditar em você de novo. Sofreu muito nesse período? foi aprendizado... Chorou muito? foi limpeza da alma... Ficou com raiva das pessoas? foi para perdoá-las um dia... Sentiu-se só por diversas vezes? É por que fechaste a porta até para os anjos... Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora... Pois é...agora é hora de reiniciar...de pensar na luz... de encontrar prazer nas coisas simples de novo. Que tal um novo emprego? Uma nova profissão? Um corte de cabelo arrojado... diferente? Um novo curso... ou aquele velho desejo de aprender a pintar... desenhar... dominar o computador... ou qualquer outra coisa... Olha quanto desafio... quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando. Tá se sentindo sozinho? besteira... tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"... tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para "chegar" perto de você. Quando nos trancamos na tristeza... nem nós mesmos nos suportamos... ficamos horríveis... o mau humor vai comendo nosso fígado... até a boca fica amarga. Recomeçar... hoje é um bom dia para começar novos desafios. Onde você quer chegar? Vá alto... sonhe alto... queira o melhor do melhor... queira coisas boas para a vida... pensando assim trazemos prá nós aquilo que desejamos... Se pensamos pequeno... coisas pequenas teremos... já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor... o melhor vai se instalar na nossa vida. E é hoje o dia da faxina mental... joga fora tudo que te prende ao passado... ao mundinho de coisas tristes... fotos... peças de roupa, papel de bala... ingressos de cinema bilhetes de viagens... e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados... jogue tudo fora... mas principalmente... esvazie seu coração... fique pronto para a vida... para um novo amor... Lembre-se somos apaixonáveis... somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes... afinal de contas... Nós somos o "Amor"... " Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura.

(Carlos Drummond de Andrade)
publicado por ♪♫ Veriña Fernández às 23:42 link do post
Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
29
30
31
subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Oi pessoal,como estao?
Agora será crime hrfionfo sr um homem matar uma mu...
coisa de abom pha vcx ainda teclau aki
seu panda.kakakaka...jogox.
vai se catar
jogos tu cara es um kid k anda a interferir nos pa...
ola fofa como vai?pensei k nunca mais poderia tecl...
estupidos voce com esse teu puto...gwen nao podes ...
estupidos voce com esse teu puto...gwen nao podes ...
blogs SAPO